Quando e como alimentar o meu Pet?

A alimentação dos pets é um assunto muito importante. Para entendermos qual é a melhor forma de fazer o manejo alimentar dos nossos pets, precisamos voltar um pouco no tempo. Os cães descendem do lobo cinzento (Canis lupus) e os gatos do gato selvagem africano (Felis silvestres lybica). Destes ancestrais herdaram o comportamento alimentar, que é observado até hoje.

Os cães, por serem animais gregários, ou seja, que vivem em grupos, e que, por este motivo, sofrem competição dentro do grupo na hora de se alimentarem, ingerem a refeição rapidamente e em grandes porções. Estão adaptados fisiologicamente a realizarem de uma a duas refeições ao longo do dia, e em quantidades que permitem um tempo maior entre as refeições.

Já os gatos, que são animais solitários, degustam o alimento vagarosamente, em pequenas quantidades e em várias vezes ao longo do dia. Eles podem fazer em torno de 9 a 16 refeições ao longo do dia, com conteúdo calórico de aproximadamente 23 kcal cada. Portanto, o ideal é que se divida o alimento dos bichanos em no mínimo, quatro refeições ao dia.

Independentemente do que herdaram de seus antepassados, temos que levar em consideração que cada indivíduo é único e que cada um pode se adaptar melhor à diferentes manejos alimentares.  A observação é fundamental para definir o melhor manejo alimentar para o pet que você tem em casa!

Acompanhe nosso conteúdo e saiba como alimentar o seu pet de forma correta. Clique aqui e descubra o que é um alimento completo e balanceado.

 

Mayara Corrêa Peixoto

Médica Veterinária CRMV/SP 28347

mayara.correa@intergalagro.com.br